Literatura no ENEM: fase contemporânea da Literatura Brasileira!

Confira a matéria e saiba mais sobre esse conteúdo comum na prova

Literatura no ENEM: fase contemporânea da Literatura Brasileira!
TEXTO ELABORADO POR: Profª. Albenize Soares

Olá, pessoal! Vamos concluir, com esse texto, nossa sequência de revisão das estéticas (escolas) literárias. Entretanto, ressaltamos que se faz necessário mais aprofundamento sobre todos os conteúdos aqui sinalizados. Dito isto, vamos ao que interessa, refletir sobre a noção de Literatura Contemporânea Brasileira!

Diferente de todas as estéticas literárias, essa não tem a influência de um grupo de estudiosos (simbolistas, romancistas, por exemplo) e, por isso, pode ser nomeada Literatura Contemporânea. Vejamos alguns conceitos:

De acordo com Holanda, Con.tem.po.râ.neo. adj.  e sm. “Que ou aquele que é do mesmo tempo ou do nosso tempo” (Mini-Aurélio, 2001, p. 180).

Para o crítico literário Shollhammer (2009, p. 09), “O contemporâneo é aquele que, graças a uma diferença, uma defasagem ou anacronismo, é capaz de captar seu tempo e enxergá-lo”.

Como vocês podem observar, em ambos os conceitos têm-se a noção do tempo presente para a realidade de cada leitor, ou seja, para você que lê esse texto, ela será a literatura dos dias atuais. Aquela que não é datada de início e fim, além de não ter um estilo predominante. Entretanto, ela vai criticar ou analisar os fatos do seu tempo a partir de um fato que quebre a rotina, uma ruptura sociocultural.

Um pouco de História e Literatura...

Durante o período de 1930-1945 a literatura e as artes plásticas do Brasil foram essencialmente ideológicas, voltadas para os problemas brasileiros. Quando terminou a Segunda Guerra, iniciou-se no Brasil um período democrático e desenvolvimentista, que teve seu auge no governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961).

Esses acontecimentos influenciaram as produções artísticas e literárias a irem além das questões sociais, regionais e nacionalistas, trazendo pesquisas e produções baseadas em torno da própria linguagem.

Em síntese, essa literatura divide-se em: tradicional, com escrita voltada para o regionalismo, intimismo, introspecção, e psicológica - (João Cabral, Drummond, Dalton Trevisan e Lígia Fagundes Telles) e alternativa, escrita que buscava expressar pela linguagem todos os sentimentos que a ditadura havia censurado. Surgindo, assim, o concretismo, a poesia de processo, a poesia marginal e a social.

Exemplos:

 

Literatura no ENEM: fase contemporânea da Literatura Brasileira!

 

Literatura no ENEM: fase contemporânea da Literatura Brasileira!

 

Literatura no ENEM: fase contemporânea da Literatura Brasileira!

 

Literatura no ENEM: fase contemporânea da Literatura Brasileira!

 

Principais características:

  • Preocupação com o presente;
  • Temas cotidianos;
  • Metalinguagem;
  • Intertextualidade;
  • Aumento de ficções em crônica e contos.

 

Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado! Além desse artigo, temos uma seção de LITERATURA para ajudar você em seus estudos! Para acessar, basta clicar aqui

 

Quer ficar por dentro de mais dicas de estudos e conteúdos relacionados ao ENEM? Então, além de ficar atento(a) ao nosso blog, acompanhe também nosso Instagram e YouTube! Estamos sempre trazendo novidades.

 

Preparação de qualidade para o ENEM? 
Conheça nossa plataforma: www.pensaread.com.br/

 

REFERÊNCIAS

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda.  Mini-Aurélio: O mini Dicionário da Língua Portuguesa. São Paulo. Editora Nova Fronteira. 2001.

SHOLLHAMMER, Karl E. Ficção Contemporânea. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,2009.

  • RECOMENDE-NOS AOS SEUS AMIGOS
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Veja também:

Artigos relacionados

Olá, deixe seu comentário

Enviando Comentário Fechar :/