Alimentação e aprendizado: alimentos para o cérebro

A alimentação tem um papel fundamental na qualidade da saúde mental, no aprendizado, memorização, assimilação e raciocínio

Alimentação e aprendizado: alimentos para o cérebro

                   Para se ter um bom rendimento nos estudos, ter qualidade de vida é essencial, sobretudo, uma alimentação de qualidade. A alimentação tem um papel fundamental na qualidade da saúde mental, no aprendizado, memorização, assimilação e raciocínio. O baixo rendimento escolar do aluno não está vinculado a fatores emocionais e comportamentais, a boa alimentação faz com que se tenha uma melhor compreensão ao estudar.

             Nas escolas públicas do Brasil, desde 1955 foi criado o PNAE (Programa Nacional de Educação Alimentar) com o objetivo de melhorar as condições nutricionais e de aprendizagem dos estudantes, promovendo ações de educação alimentar e nutricional e oferece refeições nutritivas aos alunos da educação básica.

             Uma boa alimentação tem grande influência na hora de estudar. Por mais que o desejo de comer pizza, um hambúrguer cheio de bacon, batata frita, sorvete e refrigerante seja muito grande, existem alimentos que são importantes para promover a boa memória, aprendizado, assimilação e raciocínio. Colocá-los na dieta pode ajudar no desempenho de quem estuda o ano inteiro para ter a tão sonhada aprovação no ENEM.

              Para isso, o ideal é apostar em alimentos integrais e ricos em fibras, como frutas, verduras e legumes, que fazem com que o corpo realize a digestão de forma mais lenta, proporcionando saciedade e energia ao organismo. É importante manter o metabolismo ativo, para isso, é importante comer a cada três horas, isso faz com que haja uma boa concentração e raciocínio na leitura.

              Veja nove tipos de alimentos importantes na dieta dos estudantes e onde podemos encontra-los:

Ômega -3 – peixes de água salgada e sementes como chia e linhaça.

Vitaminas do complexo B carne vermelha, peixe, aves e ovos, feijão, lentilha e amêndoas.

Carboidratos – arroz, pão, biscoitos, aveia, quinoa, amaranto.

Cafeína – café, chá preto, chá verde, chocolate, de preferência meio amargo.

Ferro – gema do ovo, feijão, sardinha, carnes escuras do frango e carnes vermelhas, brócolis e couve.

Colina – gema do ovo e na soja.

Nitratos – beterraba, repolho, espinafre, nabo, aipo.

Sálvia – pode ser consumida com salada ou chá

Açafrão – 1 colher de chá por dia, pode ser usado no arroz.

  • RECOMENDE-NOS AOS SEUS AMIGOS
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Olá! Deixe seu comentário.Alimentação e aprendizado: alimentos para o cérebro

Enviando Comentário Fechar :/

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo em seu e-mail:

A lista VIP da Pensar EaD é repleta de videoaulas, tutoriais, hangouts e muito mais.

Clique aqui para se cadastrar